NOTÍCIAS
29 de Dezembro de 2017
Imobiliário em 2017: um ano fértil na captação de investimento
O ano de 2017 foi bom? Foi ótimo. E 2018 poderá ainda ser melhor. Tudo porque o mercado imobiliário vai continuar a ferver e a atrair investimento estrangeiro. O ano fecha em alta, ao nível de investimento imobiliário, com valores próximos dos 2.000 milhões de euros.
 
Os últimos 12 meses foram marcados pelo lançamento de vários projetos que animaram o setor. Recordemos o projeto Prata, gerido pela Norfin, que promete revolucionar Lisboa e trazer 500 novas casas para a capital. Recordemos esse e, por exemplo, a torre de 17 pisos que está a nascer entre o hotel Sheraton e a Maternidade Alfredo da Costa, junto à Avenida Fontes Pereira de Melo, ocupada já a 100% apesar de ainda não estar terminada.
 
Pedro Lencastre, diretor-geral da JLL, disse ao Expresso que estes são “sinais de que os grandes projeto imobiliários já começam a sair do papel”.
 
A publicação ouviu vários especialistas que são unânimes em afirmar que este será um dos melhores anos na captação de investimento imobiliário. "Existem neste momento alguns grandes negócios a fechar mas que poderão transitar para 2018. Ainda assim, 2017 vai, sem dúvida, ser um ano muito bom em linha com o melhor ano de sempre há dois anos, com valores próximos dos 2.000 milhões de volume de investimento imobiliário transacionado”, afirmou Francisco Horta e Costa, da CBRE.
 
O investimento foi bom, mas o arrendamento não ficou atrás. Eric van Leuven, CEO da Cushman&Wakefield (C&W), revelou que entre janeiro e novembro o arrendamento de espaços de escritórios na capital atingiu os 170.000 metros quadrados (m2), a terceira melhor marca desde que há registos (em 2007). Uma situação igualmente positiva no retalho, segundo o responsável. “O ano de 2018 será muito forte. Não há razões para não continuar a ser otimista”, concluiu.
 
Fonte: Idealista
« Voltar

Ao navegar neste site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informaçõesAceitar

Cookies

 

Fechar